Estudo mundial mostra relação entre religião e ciência

Os resultados surpreenderam por mostrar que há muitos cientistas que se consideram religiosos

Pela primeira vez um estudo mundial resolveu entender qual é a relação entre os cientistas e a religião. A pesquisa foi realizada pela Universidade Rice, dos Estados Unidos, que ouviu 9.422 pessoas de oito regiões do mundo: França, Hong Kong, Índia, Itália, Taiwan, Turquia, Reino Unido e EUA.

Dos entrevistados, 609 foram entrevistados em profundidade pelos pesquisadores que ficaram surpresos com os resultados obtidos pelo estudo.

Por muito tempo se acreditou que a grande maioria dos cientistas eram ateus, mas com a pesquisa da Universidade Rice ficou comprovado o contrário.

“Mais da metade dos cientistas na Índia, Itália, Taiwan e Turquia se identificaram como religiosos”, afirma Elaine Howard Ecklund, diretora do Programa de Religião e Vida Pública da Universidade Rice que liderou a pesquisa.

“E é impressionante que existem aproximadamente o dobro de ‘ateus convictos’ na população geral de Hong Kong (55%), por exemplo, em comparação com a comunidade científica nesta região (26%)”.

Entre os que se declaram religiosos em Hong Kong os números são de 39% entre os cientistas contra 20% da população geral. Ou seja, há mais cientistas religiosos que os demais moradores.
O mesmo aconteceu em Taiwan onde 54% dos cientistas se identificam como religiosos e apenas 44% da população geral também se declara assim.

O estudo também quis saber se há ou não conflito entre religião e ciência. Apenas uma minoria dos cientistas disse que acreditar nesse conflito.

O país com maior número de cientistas que acreditam nesse impasse é o Reino Unido com 32%, seguido pelos EUA com 29%, mesmo assim esses números não representam a maioria dos biólogos, físicos e outros profissionais da ciência que foram entrevistados.

Já para 25% dos cientistas de Hong Kong, 27% dos cientistas da Índia e 23% dos cientistas de Taiwan é possível sim que a ciência e religião coexistam e venham a ser usadas para ajudar uma a outra. Com informações Hype Science

33 total views, 4 views today

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Paulo Gustavo

24 anos, solitário que passa maior parte do tempo lendo coisas do meu interesse e essas coisas significa livros de história, ficção e site sou viciado no YouTube. Para ser mais intenso, sou portador de uma condição de nome Van der Woude, mais popularmente conhecida como Lábio Leporino. Já fiz mais de 11 cirurgias e todas até agora foi na parte da face. Provavelmente farei mais. Quero fazer da minha vida uma experiência inesquecível. Ainda não desistir de fato, não gosto de perder, essa a razão de ainda está aqui. Bom, bem vindo (a)!😙😙😙😊

Deixe uma resposta