Relatório afirma que Grã-Bretanha deixou de ser um país cristão

Butler-Sloss
presidiu a
comissão

 
Após dois anos de estudos, a Comissão sobre Religião de Crença da Vida Pública concluiu que a Grã-Bretanha deixou de ser um país cristão e, portanto, precisa parar de agir como tal.

Presidida pela baronesa Butler-Sloss (foto), ex-juíza, e formada por representantes de diversas religiões, a comissão é tida como independente de influências do governo.
Em um relatório de 150 páginas, a comissão afirma que a vida pública precisa ser descristianizada, para corresponder à nova realidade do país.

Argumenta que o declínio da Igreja da Inglaterra, o crescimento do percentual da população de ateus, agnósticos e sem religião em geral, e o fortalecimento do Islã impõem a necessidade de um “novo acordo” na sociedade.

Esse novo acordo, segundo o relatório, deve incluir o fim da administração de escolas públicas por religiosos e de cultos nesses estabelecimentos, inclusão de representantes religiosos na Câmara dos Lordes (ao lado dos da Igreja da Inglaterra), adição de outras crenças no cerimonial de coroação, proteção às mulheres contra tribunais da sharia, acréscimo de mensagens não religiosas no programa Today, da BBC Radio 4, etc.

Porta-vozes do governo e da Igreja da Inglaterra reagiram fortemente à conclusão da comissão.

Nota da Igreja afirmou que parece que a comissão foi “sequestrada” por humanistas.

329 total views, 6 views today

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Paulo Gustavo

Estudante de jornalismo. E Focado nos assuntos curiosos em debates na sociedade. Reflexões são para serem reflexivas e com ar de seriedade. Atualmente estou com 24 anos e solitário, que passa maior parte do tempo lendo coisas do meu interesse e essas coisas significa livros de história, ficção e sites. Sou viciado no YouTube. Para ser mais intenso, sou portador de uma condição de nome Van der Woude, mais popularmente conhecida como Lábio Leporino. Já fiz mais de 11 cirurgias e todas até agora foi na parte da face. Provavelmente farei mais. Quero fazer da minha vida uma experiência inesquecível. Ainda não desistir de fato, não gosto de perder, essa a razão de ainda está aqui. É preciso um dia perder para ter sede de ganhar. Bom, bem vindo (a)!😙😙😙😊