Mesquitas no Iraque são atacadas após morte de religioso

Policial iraquiano caminha pela mesquita sunita Ammar bin Yasser, em Hilla, atacada durante a noite

Ao menos duas mesquitas sunitas foram atacadas no Iraque, em aparente retaliação pela execução de um proeminente clérigo xiita na Arábia Saudita, governada pelos sunitas, disseram autoridades e a polícia nesta segunda-feira (4).

O Ministério do Interior do Iraque confirmou os ataques ocorridos no domingo à noite em Hilla, cerca de 100 quilômetros ao sul da capital iraquiana, Bagdá. O ministério não confirmou relatos de que ao menos uma pessoa teria morrido.

O Iraque enfrenta violência sectária há anos, especialmente entre a minoria sunita e a maioria xiita que assumiu o poder após a invasão liderada pelos Estados Unidos em 2003.

O primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, ordenou que autoridades provinciais “persigam os bandos criminosos” que atacaram as mesquitas. Ele atribuiu a culpa pelos ataques ao “Daesh e aqueles similares a eles”, segundo comunicado que se refere ao Estado Islâmico por um de seus acrônimos em árabe.

No sábado, a Arábia Saudita executou o clérigo Nimr al-Nimr, provocando reações no Iraque e no Irã, de maioria xiita. O governo saudita cortou as relações com Teerã após manifestantes atacarem representações diplomáticas de Riad no Irã.

Com informações do Uol e agências

418 total views, 3 views today

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

(Visited 1 times, 1 visits today)

Paulo Gustavo

Estudante de jornalismo. E Focado nos assuntos curiosos em debates na sociedade. Reflexões são para serem reflexivas e com ar de seriedade. Atualmente estou com 24 anos e solitário, que passa maior parte do tempo lendo coisas do meu interesse e essas coisas significa livros de história, ficção e sites. Sou viciado no YouTube. Para ser mais intenso, sou portador de uma condição de nome Van der Woude, mais popularmente conhecida como Lábio Leporino. Já fiz mais de 11 cirurgias e todas até agora foi na parte da face. Provavelmente farei mais. Quero fazer da minha vida uma experiência inesquecível. Ainda não desistir de fato, não gosto de perder, essa a razão de ainda está aqui. É preciso um dia perder para ter sede de ganhar. Bom, bem vindo (a)!