0
(0)

O juiz Gaspar Luiz Mattos de Araújo Filho, do 11.º Juizado Cível Especial de Curitiba, condenou a “psicóloga cristã” Marisa Lobo (foto) a pagar R$ 5 mil de indenização por danos morais aos integrantes do CRP (Conselho Regional de Psicologia) que
participaram de seu julgamento sob a acusação de ela ter ferido a
ética da profissão por defender que homossexualidade tem cura.

 O conselho tinha decidido cassar o registro de Marisa, que conseguiu reverter a decisão junto ao órgão federal da categoria.

O Conselho Regional abriu uma ação contra a psicóloga por ela ter afirmado em um programa de TV que tinha sido vítima de um “julgamento armado”.

Marisa vai recorrer da sentença de sua condenação.

Com informações da Gazeta do Povo e foto de divulgação.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Mostre o que achou sobre esse post publicando seu comentário