Líder muçulmano critica cristãos favoráveis ao casamento gay


A postura de algumas igrejas cristãs em condescender com a união marital entre pessoas do mesmo sexo não possui aprovação da ampla maioria dos cristãos, mas mesmo assim, foi alvo de críticas por um líder religioso muçulmano.
O islamismo, igual ao cristianismo, reprova a homossexualidade e a união entre pessoas do mesmo sexo, embora a maneira de lidar com essas situações seja amplamente oposta. Muitos muçulmanos extremistas condenam homossexuais à morte, e os executam em praça pública. No cristianismo, o senso comum é de denunciar o pecado, sem agredir o pecador. Em ambos os

casos, há exceções.

O xeique Ahmed Mohamed el-Tayeb, imã da mesquita Al-Azhar, no Cairo, Egito, afirmou que os cristãos que apoiam o casamento gay estão abandonando por completo a Bíblia Sagrada: “Infelizmente, alguns chefes das igrejas nos Estados Unidos aceitam casamentos do mesmo sexo. Eu me pergunto, o que resta da Bíblia nessas igrejas?”, questionou, segundo informações do Anglican Ink.
El-Tayeb, que é considerado um dos sacerdotes mais moderados do Egito, fez essas afirmações durante uma palestra na Universidade Islâmica de Syarif Hidayatullah, na Indonésia. De origem sunita – mesma etnia dos fundadores do Estado Islâmico – o religioso muçulmano pôs em dúvida a fidelidade a Jesus Cristo de alguns líderes evangélicos nos Estados Unidos: “O que eles vão dizer na frente de Jesus?”.

O discurso do imã também abordou questões políticas do governo norte-americano, que vem impondo a aceitação à homossexualidade como condicionantes para oferta de ajuda externa a algumas nações. Nesse contexto, acusou as igrejas liberais de dar suporte a esta prática, que considerou uma “chantagem”.
A fala do líder muçulmano é uma referência à Igreja Episcopal dos Estados Unidos e a uma denominação presbiteriana, conhecida pela sigla PCUSA, que manifestaram seu apoio ao casamento gay. A primeira, recebeu uma sanção da Comunhão Anglicana internacional por aprovar o casamento gay e consagrar bispos homossexuais; a segunda, foi repudiada pelas demais denominações presbiterianas do país e do mundo, incluindo a brasileira.

Gospel+

149 total views, 3 views today

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Paulo Gustavo

Focado nos assuntos curiosos em debates na sociedade. Reflexões são para serem reflexivas e com ar de seriedade. Atualmente estou com 24 anos e solitário, que passa maior parte do tempo lendo coisas do meu interesse e essas coisas significa livros de história, ficção e sites. Sou viciado no YouTube. Para ser mais intenso, sou portador de uma condição de nome Van der Woude, mais popularmente conhecida como Lábio Leporino. Já fiz mais de 11 cirurgias e todas até agora foi na parte da face. Provavelmente farei mais. Quero fazer da minha vida uma experiência inesquecível. Ainda não desistir de fato, não gosto de perder, essa a razão de ainda está aqui. É preciso um dia perder para ter sede de ganhar. Bom, bem vindo (a)!😙😙😙😊