Série promete mostrar o “submundo” dos evangélicos gera polêmicas


O canal de TV norte-americano Bounce lançou este mês o seriado “Saints & Sinners”, que tem como premissa os bastidores de uma igreja evangélica. O material promocional, contudo, promete revelar “dinheiro, sexo e assassinato” no ambiente eclesiástico.
O primeiro episódio, com o título de “Power is our religion” [Poder é a nossa religião], teve 1,5 milhões de espectadores. Um número bastante significativo para um canal pequeno e a cabo, batendo recordes na emissora. De maneira especial por que vai ao ar às 9 da manhã, reprisado às 8 da noite dos domingos. Não é coincidência que nesses horários a maioria dos evangélicos nos EUA está no culto.
O ator Richard Lawson interpreta o pastor, que lidera uma igreja de tradição batista voltada para a comunidade negra em uma cidade da Georgia.
O pastor Johnson (Richard Lawson) tem um segredo, envolvendo um mau elemento da cidade (Clifton Powell); sua esposa (Vanessa Bell Calloway) e a prefeita (Gloria Reuben); sua filha (Jasmine Burke), tem um

segredo envolvendo o regente do coro (Keith Robinson) e Levi, o homem de confiança do pastor (Christian Keyes).

Os oito episódios da primeira temporada prometem abordar questões como ganância, trapaças, a corrupção eclesiástica e política, além de falar sobre assuntos como o movimento LGBT.  Ao mesmo tempo, há histórias de redenção como a do pastor e a de Levi, que se assemelha à parábola do filho pródigo.
Grupos cristãos que monitoram a programação televisiva já anunciaram que não gostaram da abordagem, que parece lançar descrédito sobre as igrejas de modo geral. Esse tipo de pressão não pode ser ignorado.
O caso mais recente de um programa que desagradou esse tipo de público foi o seriado Of Kings and Prophets [Sobre Reis e Profetas]. Produzida pela ABC, canal que pertence ao grupo Disney, a aposta da emissora foi gerar uma espécie de “Game of Thrones” bíblico, usando a história de Davi como fundo, estava recheada de sexo e mortes.
A primeira temporada tinha 15 capítulos gravados. Contudo, por causa da baixa audiência acabou cancelada depois que o segundo foi ao ar. Com informações de LA Times

555 total views, 3 views today

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Paulo Gustavo

Estudante de jornalismo. E Focado nos assuntos curiosos em debates na sociedade. Reflexões são para serem reflexivas e com ar de seriedade. Atualmente estou com 24 anos e solitário, que passa maior parte do tempo lendo coisas do meu interesse e essas coisas significa livros de história, ficção e sites. Sou viciado no YouTube. Para ser mais intenso, sou portador de uma condição de nome Van der Woude, mais popularmente conhecida como Lábio Leporino. Já fiz mais de 11 cirurgias e todas até agora foi na parte da face. Provavelmente farei mais. Quero fazer da minha vida uma experiência inesquecível. Ainda não desistir de fato, não gosto de perder, essa a razão de ainda está aqui. É preciso um dia perder para ter sede de ganhar. Bom, bem vindo (a)!😙😙😙😊