Série promete mostrar o “submundo” dos evangélicos gera polêmicas


O canal de TV norte-americano Bounce lançou este mês o seriado “Saints & Sinners”, que tem como premissa os bastidores de uma igreja evangélica. O material promocional, contudo, promete revelar “dinheiro, sexo e assassinato” no ambiente eclesiástico.
O primeiro episódio, com o título de “Power is our religion” [Poder é a nossa religião], teve 1,5 milhões de espectadores. Um número bastante significativo para um canal pequeno e a cabo, batendo recordes na emissora. De maneira especial por que vai ao ar às 9 da manhã, reprisado às 8 da noite dos domingos. Não é coincidência que nesses horários a maioria dos evangélicos nos EUA está no culto.
O ator Richard Lawson interpreta o pastor, que lidera uma igreja de tradição batista voltada para a comunidade negra em uma cidade da Georgia.
O pastor Johnson (Richard Lawson) tem um segredo, envolvendo um mau elemento da cidade (Clifton Powell); sua esposa (Vanessa Bell Calloway) e a prefeita (Gloria Reuben); sua filha (Jasmine Burke), tem um

segredo envolvendo o regente do coro (Keith Robinson) e Levi, o homem de confiança do pastor (Christian Keyes).

Os oito episódios da primeira temporada prometem abordar questões como ganância, trapaças, a corrupção eclesiástica e política, além de falar sobre assuntos como o movimento LGBT.  Ao mesmo tempo, há histórias de redenção como a do pastor e a de Levi, que se assemelha à parábola do filho pródigo.
Grupos cristãos que monitoram a programação televisiva já anunciaram que não gostaram da abordagem, que parece lançar descrédito sobre as igrejas de modo geral. Esse tipo de pressão não pode ser ignorado.
O caso mais recente de um programa que desagradou esse tipo de público foi o seriado Of Kings and Prophets [Sobre Reis e Profetas]. Produzida pela ABC, canal que pertence ao grupo Disney, a aposta da emissora foi gerar uma espécie de “Game of Thrones” bíblico, usando a história de Davi como fundo, estava recheada de sexo e mortes.
A primeira temporada tinha 15 capítulos gravados. Contudo, por causa da baixa audiência acabou cancelada depois que o segundo foi ao ar. Com informações de LA Times

181 total views, 8 views today

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Paulo Gustavo

24 anos, solitário que passa maior parte do tempo lendo coisas do meu interesse e essas coisas significa livros de história, ficção e site sou viciado no YouTube. Para ser mais intenso, sou portador de uma condição de nome Van der Woude, mais popularmente conhecida como Lábio Leporino. Já fiz mais de 11 cirurgias e todas até agora foi na parte da face. Provavelmente farei mais. Quero fazer da minha vida uma experiência inesquecível. Ainda não desistir de fato, não gosto de perder, essa a razão de ainda está aqui. Bom, bem vindo (a)!😙😙😙😊

Deixe uma resposta