Os relatos mais emocionante de pessoas que sentem a dor de ter depressão

Bom, antes de mais nada é preciso dizer que esse assunto é difícil de ser tocado. Até por razões óbvias, sinto isso na minha vida vários anos, isso faz parte de mim a MUITO tempo. Teve início até quando não percebia que tinha, a causa disso não sabia, descobrir que era o desconhecimento que me fazia ficar cego achando que tudo aquilo que sentia era uma “frescura”.

A depressão é mais entendida por quem sente ela, a pessoa melhor para dizer o que pode ser a depressão são as pessoas que têm essa doença, doença essa que em 2020 será a mais incapacitante do mundo. Acredito que já seja.

Quem pode descrever a depressão é também as pessoas que conheceram alguém ou que ainda conhece quem teve.

Só quem pode saber como é esse sentimento, essa dor, esse desespero, essa angústia é só quem sente.

São relatos tristes. O mais triste é que eles são reais. E espero que com esses relatos as pessoas tenham mais juízo quando terem que lidar, quando baterem de frente com alguém depressivo.

Não irei divulgar os nomes de quem relatou os relatos. O primeiro será o meu.

Em 4 de dezembro de 2017, publiquei um desabafo no Facebook, o texto que você irá ler, nem eu mesmo lembrava dele.

Relato 1-

“O que fazer quando precisamos de ajuda? Aí você me pergunta: que tipo de ajuda? Eu digo, aquela que você sente que tem certeza que não tem mais jeito. Já fez tudo que tinha e mandaram ter feito. Igual a história do Gu (nome alterado). Ele tinha depressão grave. E ela não veio nele a toa não. Diversos fatores causaram ela, não vou citar quais foram todos eles, por constrangimento. Talvez o mais forte deles foi de ser vítima de um crime que nenhum ser-humano em sã consciência aceita. Nem mesmo os presidiários na cadeia aceitam o crime que foi cometido contra ele.

Cresceu, mudou de cidade, e ninguém notava que ele mudou de comportamento. Perdeu todos os amigos e por causa da fissura, na outra cidade, foi difícil conseguir amigos. Começou a ter comportamentos agressivos de revolta e todo mundo falava que era frescura. Até apanhar dos outros apanhou. Ele não queria ferir ninguém, mas tentaram amarra-lo. A frescura que a sociedade ignorante falava que era, depois veio a ser descoberta como depressão por um especialista da USP de Bauru, interior de São Paulo.

Ele olhava para outros meninos e tinha vontade, mas ao mesmo tempo medo, de se aproximar e ser rejeitado de novo. E foi assim. Foi crescendo e foi assim.
Com um tempo ele começou a sentir uma tristeza muito forte junto com um vazio. Foi ao médico e começou a tomar remédios. O remédio não foi dando resultado, e foram aumentando a dose. Com um tempo ele já tomava vários tipos de remédios. Cinco diferentes tipos de remédios. Cinco comprimidos de manhã um à tarde e mais cinco ou quatro, e a noite e mais um para tentar dormir. Chegou a tomar 13 comprimidos por dia. A internet era a única distração dele. Em momentos de desesperos ele tentava conversar com algum contato do telefone para se distrair. Para alguns que pareciam querer ajudar ele, ele desabafava. Tinha um que quase não falava com ele, mas às vezes dava conselhos (que muita vezes faziam efeito) e depois sumia. Ficava semanas sem falar com ele, esse deveria ser muito ocupado, mas ele não culpava a pessoa por isso. No domingo a dor da solidão parecia mais forte, e quando era muito, mais muito forte mesmo, ele pedia ajuda para o contato.

Mas um dia quem o dava palavras de apoio se cansou e disse: “todo domingo hein cara”, isso foi um baque. O outro contato que o chamava de amigo, mas era só quando era para fazer negócios. Acho que esse queria dinheiro para passar o natal como não conseguiu com o depressivo, o desprezou. Literalmente.

O primeiro disse algo que foi para acabar: “Nossa cara se vc continuar falando essas coisas de se matar…
De se machucar…
Vou ter que parar de conversar com vc.
Sinto mt.
Isso vem td pra mim tb.
Eu tenho problemas.
Todos têm…
Nem por isso ficam aí querendo se matar”.

Concordo em parte e peço desculpas. Mas nunca compare um problema de uma pessoa saudável com o de uma pessoa que têm problema de depressão. Isso é um erro imenso que só os mais mal informados cometem. É como um amigo disse: “Realmente todos tem problemas, tipo, porr… “Tenho um trabalho para fazer para faculdade“”, mas isso não dá vontade e nem o desespero de quem tem problemas depressivos: que é o de não ter vontade de viver e desejo de se matar.

A ignorância humana não tem tamanho mesmo. O egoísmo das pessoas é grande.
Até o profissional, que é psicólogo, comete erros. Ele vai até à casa do depressivo que tá precisando de uma emergência e conversa com ele “numa boa”. O psicólogo consegue dar paz. Mas no fim da “consulta” ele joga na cara a ida dele até lá. Parece que mandaram chamar ele. Mas não, foi outra pessoa que quis chamar. Isso foi deixado bem claro para ele, mas ele quis jogar na cara de novo: “mas você teve o consentimento de que eu viria aqui”. Eu nunca imaginei que o profissional que ele é falaria isso.

Sabe, eu vejo uns youtubers, não aqueles que só falam e fazem besteiras para ganhar likes. Mas aqueles que dizem coisas atuais. Como política, cultura, estudos e atualidades.

Eu não queria falar a palavra que um outro YouTuber disse e nem aceitar, mas acho que ele estava falando a verdade quando disse uns tempos desses: “Eu não espero merda nenhuma de ninguém”, senão você se decepciona. Acho que é verdade. Infelizmente.” 😢😢😢😞

O relato 2 deu a entender que a pessoa encontra sua força na fé:

“A única coisa que sei é que pra essa dor a gente não encontra esse remédio em farmácias. Pois, se lá tivesse eu já teria comprado muitas caixas.
Tem sido dias muito difíceis, mas aos poucos tudo vai melhorar. Tenho fé!”

O outro relato vem de um contato meu do Facebook, só que quem escreveu infelizmente estava de luto pode ter perdido a tia para a depressão:

“Ontem enterrei uma tia , vitima de suicídio, ela enforcou-se. Depressão. Cm isso fica a lição. Procuremos mais uns aos outros, principalmente a familia pois o inimigo anda trabalhando nas cabeças das pessoas iludindo. Fazendo acreditar que essa é a solução para os problemas. O sentimento agora e de culpa. Pois na carta que ela deixa. Diz” Que na maioria das vezes , tudo que ela queria e um apenas uma abraço ” E que na altura da vida.Todos vivem suas vidas individuais todos eram parentes pq familia, já não existia pra ela. Meu coração esta sangrando e não consigo ainda aceitar que alguem tao próximo a mim chegou a esse extremo. Porem, sabemos que todos estamos sujeito a tudo nesse mundo. Aconteceu com uma conhecida que morava proximo, ela tomou a msm atitude a 3 meses atrás e eu não atentei para os meus, pq achava que não aconteceria cmg. E agora sábado, domingo e hoje segunda feira. Eu choro a perda de uma tia.

Só Deus sabe pq quanto ela sofreu e só ele pode julgar.
Bom dia familia!😢

O outro relato é de uma jovem que tentou suicídio:

Alguns dias são mais difíceis do que outros, e é mais difícil ainda admitir que estou doente.

“Pede ajuda”, “vai ao médico”, “você não precisa disso”. Você realmente acha que é uma escolha minha sentir isso? Se pudesse, eu juro que voltaria no tempo para os dias que conseguia ter controle dos meus pensamentos.

É horrível emagrecer 5 quilos e as pessoas te elogiarem como se você tivesse feito de propósito, é horrível não sentir fome nenhuma e depois sentir muita fome, é horrível usar todas as oportunidades possíveis de deitar e dormir e depois perceber que você dormiu mais de 12 horas, e é horrível ficar esperando o sono chegar e perceber que já é hora de acordar.
Não aguento mais não ter controle nem do meu querer, pq eu quero ficar bem, pq eu sei que tá tudo bem mas minha cabeça insiste em dizer que não, agir impulsivamente e acabar magoando as pessoas que amo é desesperador.
Aí você quer fazer algo, e você pode fazer, tem o tempo, a habilidade, a estrutura, o contexto, mas você não faz. Pq? Eu não sei, é inexplicável. Você simplesmente não faz nada. Você para de sentir, e só sente angústia e medo, e eles deixam até de ser sentimento, pq passam a ser o que você é, UM POÇO DE ANGÚSTIA E MEDO.

O pior de tudo é pedir ajuda pq não é qualquer um que sabe como ajudar, mas sinceramente, a melhor ajuda é ouvir “está tudo bem, vai ficar tudo bem, EU ESTOU AQUI”. Saber que estar rodeada de pessoas mas se sentir sozinha. Ficar chorando sem parar por qualquer coisa, ou por nada. Ficar se escondendo atrás de um sorriso.

Eu acordo e digo para mim mesma, “HOJE EU VOU CONSEGUIR”, me ocupo de coisas aleatórias, mas quando chego em casa o meu mundo desmorona, e fico super feliz quando alguém me chama pra fazer alguma coisa, dai eu vou, mas quando volto, o meu mundo se acaba novamente. Pq não sou eu quem esta lá, é só uma personagem que eu inventei para as pessoas não terem pena de mim.

Toda oportunidade que tiver pergunte para as pessoas se elas estão bem, faça o possível para deixar as pessoas que ama bem, diga que as amam e que você sempre estará. Ninguém sabe pelo o inferno que o outro está passando, então se não puder fazer nada, só seja legal com as pessoas.”

Essa última pessoa do relato é essa da foto e ela foi encontrada desacordada por um amigo e depois foi levada para um hospital.

Essa mensagem foi um dos postes dela tentando expressar sua agonia

Esse assunto será muito discutido aqui, não será JAMAIS esquecido. É algo doloroso falar disso, mas é mais que necessário. Não podemos nos fingir de ser cego.

Boa sorte, paz! ✋✋✋

Meu Instagram: PaulloGustavo

Meu Twitter: Paullo_gustavo

Página no Facebook: BPG

Se gostou curta e compartilhe.

3,950 total views, 3 views today

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Paulo Gustavo

Focado nos assuntos curiosos em debates na sociedade. Reflexões são para serem reflexivas e com ar de seriedade. Atualmente estou com 24 anos e solitário, que passa maior parte do tempo lendo coisas do meu interesse e essas coisas significa livros de história, ficção e sites. Sou viciado no YouTube. Para ser mais intenso, sou portador de uma condição de nome Van der Woude, mais popularmente conhecida como Lábio Leporino. Já fiz mais de 11 cirurgias e todas até agora foi na parte da face. Provavelmente farei mais. Quero fazer da minha vida uma experiência inesquecível. Ainda não desistir de fato, não gosto de perder, essa a razão de ainda está aqui. É preciso um dia perder para ter sede de ganhar. Bom, bem vindo (a)!😙😙😙😊