Jovem com depressão considerada grave conta em vídeo a falta que o amigo faz

Um jovem com depressão considerada grave, conta num vídeo como o amigo que lhe trazia esperanças e amor de amigo, o tão falta faz a ausência dele.

O jovem relatou o momento em que o amigo dele veio depois de muito tempo e o quanto que ele melhorou após a ida dele em encontro dele.

Importante frisar, que vamos chamar o tanto o nome do amigo e de outras pessoas do texto outras pessoas apenas por uma letra e com aspas para não expor quem é a pessoa de fato.

“Eu tava aqui onde estou e o B apareceu e era mais ou menos esse horário. Eu estava deitado sem comer nada. Ele ficou aki um pouco e depois se foi, e eu fiquei na cama chorando muito triste, vi q ele n estava bem. Lá fora, estava o “V”, a mae dele e a gerente do banco e o “Au” (teu xarar) e eles queriam entrar no quarto só q eu disse pra mamãe q n queria ver ninguém e aí o “B” veio de novo, mas não sabia q ele viria, entrou no quarto e os que estavam lá fora ficaram sem entender, mamãe disse que a mãe do “V” falou o seguinte “Por que ele não quer que nós entre, mas o rapaz entrou lá de boa, ele parece que não quer falar com a gente, só quer o rapaz” a mamãe disse o seguinte, “É que ele conhece ele a mais tempo, mas ele gosta de vcs também”, eu estava chorando muito no quarto, estava de fato triste, aí ele sentou ao meu lado e me chamou e me perguntou o motivo de eu está chorando, e eu apenas disse a verdade, “Não consigo me perdoar, mesmo você me dizendo que está tudo bem não consigo me perdoar, não deveria lhe ter dito aquelas palavras, tu foi alguém quando não tive ninguém, quando tu chegou aquela tristeza saiu e deu espaço para a esperança entrar, me deu motivação, não deveria ter llhe dito aquilo”. E ele, “Paulo, esquece aquilo, eu já esqueci, esquece também”. “Tu já tomou banho, já almoçou, já comeu alguma coisa?, tome banho”, ele ficou um tempo a mais e foi embora e me comprimentou, e levantei melhorei e peguei a toalhar para tomar banho, mas só que pensei que ele já tinha ido, mas n, estava conversando na aérea com a mamãe, e ele me viu procurando uma roupa pra me trocar. Tomei banho me sentindo melhor, em paz, sem culpa, sem preocupação, finalmente, sair do quarto e fiquei na cozinha conversando com a mamãe e pensei que ele já havia ido e até que a mamãe tivesse fechado o portão, e do nada ele aparece me dizendo “tem espaço para eu dormir aqui Paulo” disse sorrindo, só que eu fiz de conta que não dei muita importância, é que um certo dia ele me disse que não se sente bem dormindo na casa dos outros, e só fiz sorrir, e era sério, ele dormiu sim. Tímido ele ficou, mas dormiu. E a paz ficou AQUI.”

Veja o vídeo:

1,632 total views, 3 views today

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Paulo Gustavo

Focado nos assuntos curiosos em debates na sociedade. Reflexões são para serem reflexivas e com ar de seriedade. Atualmente estou com 24 anos e solitário, que passa maior parte do tempo lendo coisas do meu interesse e essas coisas significa livros de história, ficção e sites. Sou viciado no YouTube. Para ser mais intenso, sou portador de uma condição de nome Van der Woude, mais popularmente conhecida como Lábio Leporino. Já fiz mais de 11 cirurgias e todas até agora foi na parte da face. Provavelmente farei mais. Quero fazer da minha vida uma experiência inesquecível. Ainda não desistir de fato, não gosto de perder, essa a razão de ainda está aqui. É preciso um dia perder para ter sede de ganhar. Bom, bem vindo (a)!😙😙😙😊