Não existiram tantas sinceridades como nestas breve palavras

Na verdade, sabe o que é que dói mais? É a experiência vivida, a experiência sentida. Não é o que não aconteceu que dói, mas sim o que aconteceu. Coisas que não aconteceram não dói, mas sim as que aconteceram.

Há algum tempo atrás, eu me julgava demais pelo fato de ter deixado muita coisas que não aconteceram acabar me machucando, mas depois desse tempo, o que mais que me machucou foi o que de fato aconteceu. Eu perdi o meu farol, é difícil ter que viver e continua sabendo que as coisas que aconteceram foram reais, foram fatos de uma coisa real, real na literalidade da palavra. E agora não suporto esse vazio e essa culpa que me faz me julgar e me condenar antes mesmo da hora.

Quando fecho ou até mesmo quando abro os olhos eu percebo que ainda estou vivo, ou seja, se estou vivo é porque ainda viverei com aquela culpa chata, aquela ingrata culpa que me condena.

Há algum tempo atrás, novamente, só conhecia o EU, mas logo depois o EU foi substituído por um você, ou melhor, por um NÓS.

Queria poder ajudar, talvez provavelmente a ajuda me livraria um pouco do sentimento de inutilidade. Eu desejo estar com você quando você mais precisar. E saiba que querendo ou não querendo saiba que comigo você pode contar.

Eu posso está viajando, mas se realmente estou viajando, então essa minha viagem foi a melhor de todas, e mais: foi a viagem mais feita por mim nos últimos anos de minha breve existência.

Infelizmente percebo que meus pés não tocam mais ao chão, pois perdi o meu chão, parece que minhas pernas estão paralisadas e a única coisa, ou melhor, o único motivo de eu sentir ela novamente era está ao lado de ti.

E tenho que confessar que é fria a madrugada você aí e eu aqui. Confesso que aperta forte o peito sem ter você aqui. E confesso ainda que, mesmo quando fecho os olhos eu consigo te ver.

Isso tem sido insuportável e a resistência ineficiente sem ter você aqui. Olha, queria está lhe vendo e enxergando aquele seu sorriso que apenas você tem.

Espero que você nunca possa esquecer que és tão brilhante que nem mesmo todos os astros juntos são mais brilhante que você. E mais, há em todo o universo bilhões de estrelas, só que você é mais brilhante que todas elas juntas. Cogitar pensar o contrário disso é mera ilusão.

E me perdoe por ser tão literal, me perdoe por ser tão sincero. Tão sincero que para você parece irreal essas minhas palavras.

1,804 total views, 3 views today

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Paulo Gustavo

Estudante de jornalismo. E Focado nos assuntos curiosos em debates na sociedade. Reflexões são para serem reflexivas e com ar de seriedade. Atualmente estou com 24 anos e solitário, que passa maior parte do tempo lendo coisas do meu interesse e essas coisas significa livros de história, ficção e sites. Sou viciado no YouTube. Para ser mais intenso, sou portador de uma condição de nome Van der Woude, mais popularmente conhecida como Lábio Leporino. Já fiz mais de 11 cirurgias e todas até agora foi na parte da face. Provavelmente farei mais. Quero fazer da minha vida uma experiência inesquecível. Ainda não desistir de fato, não gosto de perder, essa a razão de ainda está aqui. É preciso um dia perder para ter sede de ganhar. Bom, bem vindo (a)!