Decisão do Supremo pode beneficiar corruptos e prejudicar 200 milhões de brasileiros

O STF vem despertando o interesse cada vez mais dos brasileiros. Tanto os de esquerda ou de direita estão atentos sobre as últimas decisões do Supremo Tribunal Federal.

As últimas pautas abordadas pela corte foram pra lá de polêmicas, aborto, homofobia e agora está em transmite a prisão em segunda instância.

Os onzes ministros da corte ALGUNS ou TODOS se acham super ministros, se acham acima da lei. Prova disso é o que aconteceu com Ricardo Lewandowski. Num voo onde um passageiro que o avistou disse que a corte é uma vergonha, logo o ministro o intimidou afirmando que ele iria ser preso. O passageiro não cometeu nenhum crime contra o tal ministro, no entanto, o ministro quis cometer um abuso de autoridade com uma pessoa que estava apenas se manifestando. Ato que é prioridade num país dito democrático.

Os onzes ministros recebem um salário que subiu para R$ 39.200 por mês. Não é preciso nem passar em concurso público para ter a honra de mandar através de uma caneta no supremo. E o mais nítido caso que podemos ver é do presidente do Supremo, o ministro Dias Toffoli que foi reprovado em dois concursos públicos e que só chegou onde está pela indicação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em 2016 um ministro que foi indicado pelo presidente FHC, o Gilmar Mendes, que tinha um belo discurso a favor da Lava Jato, agora trama junto com Toffoli e Marco Aurélio para freia-la.

A revista CRUSOÉ fez uma matéria de capa com a foto do ministro Gilmar Mendes com o seguinte título “O dono do Supremo”, onde a revista afirma que Mendes e Toffoli tem se encontrado em suas casas, e até mesmo no supremo, para conter o avanço da maior operação contra a corrupção da história do País.

O julgamento que começou na última quinta-feira 17 pode beneficiar presos condenados em segunda instância como o ex-presidente Lula e o ex-ministro José Dirceu e mais 4.800 presos em todo o país. Eles afirmam que caso o fim do julgamento seja favorável à soltura de condenados em segunda instância os presos por estupro não serão beneficiados, mas o que garante que isso seja verdade? E por qual motivo soltar condenados em segunda instância? “Só ladrão de galinha vai ser preso”, diz Pedro Simon, que foi um ex-deputado.

E para complicar ainda mais, o presidente Jair Bolsonaro não tem o mesmo discurso contra a corrupção que tinha em sua campanha, ele foi pego em cheio quando seu filho o senador, Flavio Bolsonaro, foi envolvido em um desvio de dinheiro apontado pelo antigo COAF.

E para ficar mais difícil de termos um julgamento a favor condenação em segunda instância, o governo está totalmente abatido com a debandada de aliados do partido do presidente. A líder do governo Joice Hasselmann foi demitida do cargo e o filho do presidente a vem a atacando como se a fosse a inimiga número um. Estão fazendo com os antigos aliados a mesma coisa que o PT faz. E o presidente finge que nada vem acontecendo e enquanto isso o SUPREMO decide ainda nesta próxima quinta-feira a prisão em segunda instância.

Nos resta a cooperação do presidente, pois o apoio de seus eleitores é o que não falta!

Paulo Gustavo

5,883 total views, 7 views today

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Paulo Gustavo

Estudante de jornalismo. E Focado nos assuntos curiosos em debates na sociedade. Reflexões são para serem reflexivas e com ar de seriedade. Atualmente estou com 24 anos e solitário, que passa maior parte do tempo lendo coisas do meu interesse e essas coisas significa livros de história, ficção e sites. Sou viciado no YouTube. Para ser mais intenso, sou portador de uma condição de nome Van der Woude, mais popularmente conhecida como Lábio Leporino. Já fiz mais de 11 cirurgias e todas até agora foi na parte da face. Provavelmente farei mais. Quero fazer da minha vida uma experiência inesquecível. Ainda não desistir de fato, não gosto de perder, essa a razão de ainda está aqui. É preciso um dia perder para ter sede de ganhar. Bom, bem vindo (a)!