O recado de Bolsonaro aos brasileiros sobre a soltura de Lula

3
(1)

Jair Bolsonaro fez questão de colocar em suas redes sociais seu comentário sobre a soltura do criminoso e ex-presidente Lula.

Amantes da liberdade e do bem, somos a maioria. Não podemos cometer erros”, diz o post.

“Sem um norte e um comando, mesmo a melhor tropa, se torna num (sic) bando que atira para todos os lados, inclusive nos amigos. Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa”, afirma.

Em um segundo post, o presidente da República escreve: “Iniciamos a (sic) poucos meses a nova fase de recuperação do Brasil e não é um processo rápido, mas avançamos com fatos”.

E repete: “Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa”.

Mesmo sem citar Lula deu a entender que o presidente se referiu a ele. Sabe que seus eleitores ficaram sentidos com a soltura do condenado.

Incrível que, ao homem condenado, que contratou vários advogados, não conseguiu provar sua inocência, mas conseguiu mudar a lei.

2,579 total views, 19 views today

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3 / 5. Número de votos: 1

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Paulo Gustavo

Estudante de jornalismo. E Focado nos assuntos curiosos em debates na sociedade. Reflexões são para serem reflexivas e com ar de seriedade. Atualmente estou com 24 anos e solitário, que passa maior parte do tempo lendo coisas do meu interesse e essas coisas significa livros de história, ficção e sites. Sou viciado no YouTube. Para ser mais intenso, sou portador de uma condição de nome Van der Woude, mais popularmente conhecida como Lábio Leporino. Já fiz mais de 11 cirurgias e todas até agora foi na parte da face. Provavelmente farei mais. Quero fazer da minha vida uma experiência inesquecível. Ainda não desistir de fato, não gosto de perder, essa a razão de ainda está aqui. É preciso um dia perder para ter sede de ganhar. Bom, bem vindo (a)!