Médico chinês que diz ter criado os primeiros bebês geneticamente modificados é preso

0
(0)

O médico chinês que diz ter criado os primeiros bebês geneticamente modificados foi condenado a três anos de prisão.

No ano passado, He Jiankui anunciou ao mundo o nascimento de duas meninas, geradas a partir de dois embriões que ele mesmo tinha modificado, com objetivo de serem imunes ao vírus da Sida, a Síndrome da Imunodeficiência Humana Adquirida.

Neste ano, o médico acabou condenado pelo tribunal chinês por ter em sua posse, de maneira ilegal, embriões humanos geneticamente modificados para fins reprodutivos.

A modificação genética para concepção de seres humanos é ilegal na maioria dos países. Na China, o procedimento é proibido desde 2003.

Além da pena de prisão, o médico chinês foi demitido da universidade onde dava aulas e terá que pagar ao estado 383 mil euros de multa.

Com informações, Euronews.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Paulo Gustavo Corrêa

Paulo Gustavo

Estudante de jornalismo. E Focado nos assuntos curiosos em debates na sociedade. Reflexões são para serem reflexivas e com ar de seriedade. Atualmente estou com 24 anos e solitário, que passa maior parte do tempo lendo coisas do meu interesse e essas coisas significa livros de história, ficção e sites. Sou viciado no YouTube. Para ser mais intenso, sou portador de uma condição de nome Van der Woude, mais popularmente conhecida como Lábio Leporino. Já fiz mais de 11 cirurgias e todas até agora foi na parte da face. Provavelmente farei mais. Quero fazer da minha vida uma experiência inesquecível. Ainda não desistir de fato, não gosto de perder, essa a razão de ainda está aqui. É preciso um dia perder para ter sede de ganhar. Bom, bem vindo (a)!

Mostre o que achou sobre esse post publicando seu comentário

%d blogueiros gostam disto: