5
(1)

A chancelaria do Irã pediu explicações à diplomacia brasileira no domingo sobre o posicionamento do Brasil em relação à morte do general Qassem Soleimani, informa O Globo.

Como o embaixador do Brasil em Teerã, Rodrigo Azeredo, está de férias, a encarregada de negócios da embaixada, Maria Cristina Lopes, representou o governo brasileiro na reunião com os iranianos.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores brasileiro, a conversa foi reservada e “transcorreu com cordialidade, dentro da usual prática diplomática”.,

Em nota divulgada dois dias antes, o Itamaraty havia condenado ações terroristas e, em linguagem diplomática, associado Soleimani –morto num ataque dos EUA– ao terrorismo, reforçando sua estratégia de alinhamento a Washington.

OAntagonista

Nota:

O Irâ é bom que saiba que o governo brasileiro não é mais aquele governo corrupto comandado por um semiaanafalbeto e uma mulher despreparada que não conseguia terminar uma frase. É bom que o Irâ aceite que seu líder já morreu agora é aceitar que um assassino já não já está mais em vida.

Bolsonaro não precisará pedir ajuda ao Toffoli sobre essa resposta que o Irâ quer, como diz Nando Moura.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Mostre o que achou sobre esse post publicando seu comentário