0
(0)

O jornalista cristão conservador, Gunnar Schupelius, sofreu um ataque em Berlim. Seu carro foi incendiado por esquerdistas, e ele e sua família foram seriamente ameaçados. Schupelius é conhecido por sua visão pró-vida e por sua luta contra o aborto na Alemanha.

Schupelius tem seu próprio blog e escreve para o jornal B.Z. Ele também participa anualmente da “Marcha pela Vida”.

O ataque a Schupelius foi rapidamente reivindicado por um grupo feminista chamado ‘Célula Autônoma Feminista’. É o mesmo grupo que cometeu um ataque a uma igreja evangélica alemã em Tübingen, em 27 de dezembro de 2019. Neste ataque, uma van foi incendiada em frente a um centro de conferências. A entrada do salão da igreja também foi manchada de tinta.

Ao reivindicar o ataque, o grupo esquerdista acusou o jornalista conservador de “falar de amor, mas aplicá-lo apenas àqueles que se submetem ao conceito de ‘cosmovisões heteronormativas’”.

Carro de Gunnar Schupelius após o ataque. Foto: Olaf Selchow.

Em uma declaração conjunta, bispos luteranos, evangélicos e católicos romanos de Berlim condenaram fortemente o ataque.

O bispo Christian Stäblein e o arcebispo Heiner Koch falam de “intimidação e violência contra dissidentes”.

O presidente da Associação Alemã de Jornalistas falou no Twitter sobre um “ataque repugnante à liberdade de imprensa”.

Via conexão política

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Mostre o que achou sobre esse post publicando seu comentário