0
(0)

Espanta a forma preconceituosa como alguns colegas da imprensa têm noticiado as indicações para a ANCINE (Agência Nacional do Cinema) – os apontados são Edilásio Barra Júnior e Veronica Brendler.

Mas o leitor de manchete, aquele só bate o olho nos títulos, não tem a menor chance de conhecer esses nomes, porque a informação em destaque é sempre outra:
“Bolsonaro indica evangélicos para a Ancine” ou “Bolsonaro indica pastor e “cineasta cristã” para a Ancine” 

Pra ter a real dimensão do mau gosto que representa o emprego (sistemático) dessa linguagem, basta fazer um exercício de substituição: ao invés de “Bolsonaro indica evangélicos para a Ancine”, vamos pensar em “Bolsonaro indica judeus para a Ancine” – soa bem?!

Uma imprensa realmente comprometida com a democracia e os direitos humanos jamais pode atuar no sentido de estereotipar e estigmatizar pessoas com base em sua religião.

Um forte abraço, excelente final de semana e fiquem com Deus 

Comento:

É incrível como a imprensa mal tendenciosa gosta de demonizar as atitudes de Bolsonaro. Cada dia mais é nítido o comportamento desses jornalistas esquerdista que se formaram em universidades com cheia de professores de esquerda.

Não é só jornalista esquerdista que se formaram nos últimos anos. Há também psicólogos, professores de história e outras áreas de humanas.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Mostre o que achou sobre esse post publicando seu comentário