Coronavírus é mais uma tragédia do Comunismo

5
(1)

O deputado, Eduardo Bolsonaro, comparou o caos do Coronavírus, que até então é só na China, com a tragédia nuclear de Chernobyl.

Entenda:

O governo Soviético escondeu a tragédia, e isso não ajudou a amenizar a situação das vítimas. E foi a mesma coisa que a ditadura comunista do governo Chinês fez com o novo Coronavírus, só que nesse caso foi ainda mais trágico até o momento.

O governo Chinês puniu o primeiro médico que tentou avisar seus colegas que estávamos de frente de um novo vírus. A China ou melhor, o governo Chinês, decretou ao médico a assinar um termo de silêncio, e mais: prendeu o referido médico.

O governo Chinês destruiu a amostra que sequenciaria o vírus ainda em dezembro.

Impediu que os profissionais e a imprensa avisa a população do novo vírus para se proteger. No momento, dois jornalistas que gravaram um vídeo sobre a doença na Província de Wuhan estão desaparecidos.

Proibiu os médicos de participarem de um chat na internet que um novo vírus poderia infectar a população chinesa.

E só depois de quase dois meses do primeiro caso a China decretou caso de emergência. Mas a essa altura, o vírus já havia se espalhado pela Itália, que provavelmente recebeu chineses.

E o embaixador Chinês no Brasil preferiu fingir que entendeu errado a comparação com Chernobyl que Eduardo Bolsonaro fez. Ora, apesar de o Brasil ter uma boa parceria comercial com a China, isso não permite nos calar diante de uma tragédia que a princípio era local, mas agora é global.

O vírus, que saiu de um regime comunista, mas que ao mesmo tempo tem uma economia capitalista, poderia ter seu problema global amenizado de maneira de se evitar grandes mortes.

Mas por acaso um país comunista leva a vida de sua população em primeiro lugar? Não, é óbvio que não.

Vale lembrar que, as próprias fontes soviéticas revelam que o primeiro país comunista do mundo, a URSS registrou nada mais que 20 milhões de mortos.

Veja abaixo o número de mortos pelo comunismo segundo o “Livro negro do Comunismo”:

. URSS: 20 milhões;

. China: 65 milhões;

. Vietnã: 1 milhão;

.Coreia do Norte: 2 milhões;

.Camboja: 2 milhões de mortos;

Europa Oriental: 1 milhão

.América Latina: 150.00;

.África: 1,7 milhão;

.Afeganistão: 1.5 milhão;

Isso vale ficar claro que foi só no século XX.

No Estados Unidos, onde fica A Fundação Memorial das Vítimas do Comunismo, uma instituição muito séria, contabiliza no total de 100 milhões de mortos.

Anota um pouco aí, não foi o cristianismo, não foi o nazismo e nem mesmo qualquer outra epidemia ou pandemia, foi tão nefasta que o comunismo.

Esse sistema, autoritário e perverso é muito mais mortal o quanto parece. Esses cem milhões de mortos, que provavelmente foi muito além, não contabiliza o número de abortos.

Essa ideologia que prega o fim de qualquer religião, principalmente do cristianismo, não dá aos seus cidadãos o poder inalienáveis de ter seus direitos a dignidade. É nada mais que uma utopia, totalitária e ATEIA.

Não podemos esquecer que, na Russia que foi o primeiro país comunista do mundo, os cristãos não podiam fazer parte do partido comunista. E muitas das vezes, nem professar a fé podiam.

Segundos dados, morreram 31 pessoas pelo acidente de Chernobyl, que o país soviético tentou esconder, enquanto a Organização Mundial da Saúde estima que foram 54. Só que em 2005 estimaram que foram 4 mil.

Mas esses números de Chernobyl, pode ser só uma sombra de uma tragédia que pode ter sido muito maior.

Esperamos, que a tragédia do Coronavírus seja uma das últimas do país ditatorial Chinês. O país comunista que insistir existir no Comunismo.

Que fique bem claro, o vírus não é culpa do povo Chinês, mas sim de um governo ditador que tentou esconder o furo de uma tragédia que poderia ter sido amenizada.

 523 total views,  3 views today

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

(Visited 52 times, 1 visits today)

Paulo Gustavo

Estudante de jornalismo. E Focado nos assuntos curiosos em debates na sociedade. Reflexões são para serem reflexivas e com ar de seriedade. Atualmente estou com 24 anos e solitário, que passa maior parte do tempo lendo coisas do meu interesse e essas coisas significa livros de história, ficção e sites. Sou viciado no YouTube. Para ser mais intenso, sou portador de uma condição de nome Van der Woude, mais popularmente conhecida como Lábio Leporino. Já fiz mais de 11 cirurgias e todas até agora foi na parte da face. Provavelmente farei mais. Quero fazer da minha vida uma experiência inesquecível. Ainda não desistir de fato, não gosto de perder, essa a razão de ainda está aqui. É preciso um dia perder para ter sede de ganhar. Bom, bem vindo (a)!