0
(0)

Em 2018, ano da última eleição presidencial que calou por surpreender os “especialistas” de política, que estavam costumados como funcionava o sistema político velho que ponderava desde da chegada da democracia no país.

O velho congresso que todos estavam cansados ver mudou, sim. Em 2018 uma onda conservadora calou os maiores especialistas em política, o congresso passou por uma reforma nunca antes vista. Deputados foram eleitos na onda da direita brasileira, pegaram carona no mesmo barco de Bolsonaro, o atual presidente do país, eleito sem praticamente nenhum tempo de TV se comparado aos outros candidatos a eleição.

E é aí que entra o projeto das fake news, o único objetivo desse projeto é fazer que aconteça novamente o que aconteceu em 2018, eleição em massa de candidatos de direita.

Repito, numa guinada conservadora, foram eleitos deputados e senadores quase que desconhecidos e sem espaço de TV e mandaram para casa aqueles que já estavam tendo um reinado no poder do país. O projeto das fake news nada mais é que uma tentativa da velha política de evitar novos políticos com posições contrárias as suas.

Mas deixemos um recadinho para esses a favor do projeto das fake news: sabemos quem vocês são, sabemos o que fazem, sabemos seus interesses, sabemos o que fizeram e estão fazendo ou tentado fazer, e lembraremos de vocês nas próximas eleições. “Já estamos com seus nomes em nossa agenda”.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Mostre o que achou sobre esse post publicando seu comentário