0
(0)

Segundo o G1, na Itália, o resultado da eleição dos governadores refletiu a atitude dos políticos em relação à pandemia.

O artigo, disfarçado de matéria jornalística diz o seguinte: “Premiados com uma enxurrada de votos, as novas estrelas da política italiana são três governadores que souberam combater o coronavírus nas suas regiões. Luca Zaia, do Vêneto, Nordeste do país, foi reeleito com quase 80% dos votos. Ao contrário da vizinha Lombardia, o Vêneto conseguiu frear o contágio.

No Sul da Itália, na região da Campânia, em outra reeleição espetacular, Vincenzo de Luca, do Partido Democrático, obteve praticamente 70% dos votos. De Luca usou até drones que perseguiam os que fugiam do isolamento.

Outro governador reeleito, o da Ligúria, noroeste da Itália, chegou próximo aos 60% dos votos. Candidato independente de centro-direita, Giovanni Toti, incentivou exames em massa para descobrir os assintomáticos.

Nessas eleições, um fenômeno foi redimensionado: o líder da liga, Matteo Salvini. O ex-ministro do Interior que fechou os portos da Itália aos imigrantes em 2018 e 2019, foi superado pelo governador do Vêneto, Luca Zaia, que passou a ser a maior liderança do partido de extrema direita.

Mais longe de reconquistar a projeção nacional que o levou também ao cargo de vice-primeiro-ministro da Itália, Matteo Salvini chegou a desprezar as máscaras de proteção. A ele, a pandemia de Covid não ajudou.”

Comento: O G1 esqueceu que no Brasil o resultado das eleições será diferente. E lembrando que esse reportagem parece mais com uma opinião.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Mostre o que achou sobre esse post publicando seu comentário