0
(0)

Valor da diária variou de R$ 188 a R$ 203, superior à média diária de R$ 123 no mesmo evento ano passado; contratos somaram R$ 5,58 milhões em 2020. SPTuris informou que contrato previa R$ 123, mas valor não foi executado porque se baseou em cifras de 2015.

Os serviços de aluguel de banheiros químicos usados no carnaval de rua da capital paulista em 2020 foram contratados pela Prefeitura de São Paulo por um valor diário unitário até 65% maior que o preço médio pago no ano passado, segundo os contratos assinados pela SPTuris, empresa responsável pela produção da última edição do carnaval na cidade.


Esses contratos foram investigados pelo Ministério Público de São Paulo, que denunciou à Justiça o ex-secretário municipal de cultura, Alexandre Youssef, o presidente da SPTuris, Osvaldo Arvate Junior, e outros diretores da empresa por improbidade administrativa, devido a supostas irregularidades na contratação de serviços do carnaval de rua 2020.

FONTE

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 0 / 5. Número de votos: 0

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Como você achou esse post útil...

Sigam nossas mídias sociais

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Mostre o que achou sobre esse post publicando seu comentário